NOTÍCIAS

SÁUDE MENTAL DO PROFESSOR: 5 DICAS PARA MANTER A SAÚDE EMOCIONAL E SE ESPECIALIZAR NISTO
17/02/2019

SÁUDE MENTAL DO PROFESSOR: 5 DICAS PARA MANTER A SAÚDE EMOCIONAL E SE ESPECIALIZAR NISTO

Você sabia que ser professor é uma das profissões mais importantes na história da humanidade? Porém muitos professores estão se desligando e se afastando da sala de aula, isto se deve ao acúmulo de trabalho, baixos salários, salas de aulas superlotadas e muitos outros fatores.

Hoje vamos conversar sobre esse tema e abordar sobre a saúde mental do professor. O ambiente da escola e sala de aula é impactado pela estabilidade emocional do professor.

Mas o impacto não fica somente dentro dos muros da escola, toda a vida do professor é atingida pelo seu esgotamento, com efeito prejudicial para ele, família, amigos e comunidade em que vive.

O que dá vários motivos para todos os educadores se tornarem cada vez mais conscientes do problema, e se motivarem a lutar para uma maior saúde emocional de todos os professores.

Os conceitos especificamente de Saúde Mental, envolvem o bem-estar que proporciona autonomia intelectual e realização do potencial e emocional do indivíduo na vida particular e no trabalho.

A saúde mental do professor depende de ações positivas em relação a si mesmo e em relação aos alunos, colegas de trabalho, família, especialmente em relação às interações no ambiente escolar.

 Estas interações quando estão em harmonia vão impactar diretamente na qualidade de vida do professor tornando-o menos susceptível a transtornos mentais.

Já quando estas interações estão em desequilíbrio por algum fator, o estresse e o esgotamento emocional aumentam. O estresse afeta o funcionamento do cérebro e do sistema nervoso e consequentemente todo o corpo e metabolismo.

Os mecanismos cerebrais responsáveis por processos cognitivos críticos ficam prejudicados, e neste momento surgem sintomas como falhas e perda de memória, baixa criatividade, baixa concentração e baixa energia.

Preparamos algumas estratégias de bem-estar que possibilitam alcançar um melhor equilíbrio entre o trabalho e a vida, pois o Grupo Rhema, inteiramente formado e administrado por professores reconhece o valor deste profissional.

Dica 1: Obtenha equilíbrio entre trabalho e vida emocional

Parece difícil para um professor, obter este equilíbrio, pois o trabalho não acaba quando toca o sinal do final de aula, e sim começam ,o planejamento de aula, inúmeras correções de provas e trabalhos, e tantas outras atividades. Mas, procure aprender sobre gestão do tempo e reflita sobre formas de dividir a vida profissional e a vida familiar. Se você costuma fazer planejamento de aula á noite, coloque tempo máximo para isso e o restante do tempo dedique-se a jogar algo com sua família.

Dica 2: A Resiliência emocional

A resiliência é muito importante para as pessoas que trabalham em profissões que lidam com muitas pessoas, como é o caso dos professores. O trabalho de ensinar é com certeza gratificante, mas também pode ser estressante. Uma das formas de aumentar sua resiliência e evitar o estresse é obter apoio de outras pessoas. Invista em relacionamentos que te fortaleçam.

Dica 3: Obtenha autoconhecimento emocional

Se você não tem certeza sobre como se sente em relação ao seu trabalho como professor, escreva sobre os sentimentos que vêm à mente quando você pensa que precisa ir para escola.

Como você está? Há muitas palavras negativas que indicam estresse? Permita-se errar, ser imperfeito, e fale com alguém sobre isso, se abra e você poderá notar que muitas vezes o fato de falar a respeito já muda o cenário.

Dica 4: Aprenda a lidar com sua ansiedade e preocupação

Analise a situação com honestidade e descubra o pior que pode acontecer, como resultado do que está te preocupando; aceite o pior resultado; calmamente, reflita sobre alternativas para melhorar a situação.

Com esse exercício você passa a direcionar energia para encontrar soluções e tira o foco do problema que as vezes nem se concretiza.

Dica 5: Reserve um dia da saúde mental e exercite a gratidão

Os professores recebem horas para serem abonadas, muitos professores deixam para tirar numa situação especial. Você pode aproveitar esse dia para cuidar da sua saúde mental. Se prepare para fazer neste dia coisas que você gosta e que são boas para você. Marque um almoço com alguém que você não vê a muito tempo, vá ao salão, faça uma massagem, converse com um amigo ou familiar, assista a uma série favorita. Dê-se ao luxo de não FAZER NADA!

E após este dia, faça exercício de gratidão, pois muitos estudos já apontaram que listar de 3 a 5 motivos diários sobre o que te faz bem e pelo que você é grato, faz com que a pessoa tenha uma vida mais realizada e motivada.

Os professores que se sentem muito estressados devem procurar conversar com colegas para obter ideias adicionais. É importante conversar sobre esse tema com aqueles que nos rodeiam na mesma profissão, pois, compartilham dos mesmos desafios e juntos podem encontrar formas de lidar com suas frustrações.

O apoio dos professores colegas e da direção da escola é muito importante. A direção da escola tem papel fundamental no sentido de minimizar problemas como por exemplo, condições de trabalho inadequadas e atividades que impactam a carga de trabalho do professor.

Por isto, conheça como ajudar o ambiente de sua escola, com a nossa pós-graduação sobre Gestão Escolar com Ênfase nas Relações Humanas. Além de ser um gestor escolar voltado para o desenvolvimento humano, você poderá galgar um cargo melhor e progressão salarial. Conheça em um click esta especialização.

DESTAQUES